Como criar um cardápio digital?

PorMontenegro Digital

Como criar um cardápio digital?

Ter um cardápio digital é uma tendência cada vez mais comum, não é de hoje que o serviço delivery vem fazendo sucesso, segundo dados do Sebrae, no Brasil a modalidade chega a movimentar R$ 10 bilhões por ano, e está ganhando ainda mais espaço com o isolamento social ocasionado pelo coronavírus.Diversos restaurantes já aderiram ao serviço delivery, já que ele traz inúmeros benefícios tanto para os consumidores, quanto para os empreendedores.

O cardápio digital é uma ferramenta tecnológica que facilita a implementação do delivery em rotinas de bares, restaurantes, pizzarias, hamburguerias, cafeterias, e demais serviços do ramo alimentício.

Por que criar um cardápio digital para o meu restaurante?

As empresas estão cada vez mais preocupadas em ter uma imagem sólida junto ao consumidor e aplicativos de delivery, como: Ifood, Uber Eats, Rappi, incluem dezenas de concorrentes lado a lado e deixam de ser atrativos quando se pode ter um cardápio independente evidenciando a marca.

Uma outra vantagem, é que hoje há maneiras gratuitas de se criar um cardápio digital próprio, através do Facebook, por exemplo, é possível criar uma loja para divulgação de catálogos de produtos sem ter que pagar por isso, enquanto os apps de market place cobram uma taxa pelo serviço.

Também não há necessidade de contratação de serviço de terceiros para alterar/atualizar os conteúdos do cardápio. Utilizando um catálogo próprio, como o que o Facebook disponibiliza, você consegue:

  • Editar  ou remover os pratos/produtos facilmente;
  • Organizar os produtos em categorias;
  • Alterar/ incluir novas fotos;
  • Criar promoções diárias e personalizadas, etc.

Veja abaixo algumas dicas de como criar um bom catálogo digital:

1- Defina a ferramenta que será utilizada para criação do cardápio digital

Hoje é possível criar um catálogo de produtos/ cardápio, através de diversos meios, mas nossa indicação é a utilização da ferramenta “Catálogo de Produtos” do Facebook, ela é bem intuitiva e muito útil”. Através dela é possível criar um catálogo completo de seus produtos, com descrição, fotos, preços e um link direto para o local de conversão. Para ter acesso à essa ferramenta, basta ter uma FANPAGE (página de empresa). Veja como criar uma página do Facebook, CLICANDO AQUI.

Aprenda a criar um catálogo de produtos em seu Facebook, participe do nosso curso online!

2- Capriche nas imagens, seja realista

Um cardápio digital nada mais é do que um arquivo online que pode ser visualizado através de aparelhos eletrônicos. Portanto, tire proveito disso, chame a atenção através de belas fotos em boa resolução.

Faça uma sessão fotográfica dos alimentos servidos em seu estabelecimento, tire fotos reais de seus pratos.

Se puder contratar um fotógrafo, ótimo, caso contrário, hoje é  possível tirar fotos lindas e incríveis de comida através da câmera de um celular. Se atente aos detalhes na hora de compor a foto:

  • Escolha louças bonitas;
  • Cuidado com fundo, busque contrastes harmoniosos;
  • Verifique a iluminação;
  • Prepare um belo empratamento.

Tenha em vista que a foto precisa ser atraente e despertar o desejo do cliente.

3 – Crie descrições criativas dos pratos/ produtos

A maioria dos restaurantes segue modelos de cardápio padronizados e acabam usando uma descrição de itens como uma lista sem graça, mostrando apenas os ingredientes utilizados na receita. É importante um nome diferenciado para os pratos e uma descrição detalhada de cada produto, com informações de ingredientes e preparo.  Utilize a imaginação, procure descrever de forma criativa e detalhada as preparações. 

Exemplo: Ao invés de utilizar uma descrição básica (Descrição 1), experimente criar uma descrição mais completa, criativa (Descrição 2)

Veja qual das duas descrições chamaria mais a sua atenção:

Descrição 1 – Nhoque ao molho de 4 queijos (gorgonzola, parmesão, provolone e queijo prato),

Descrição 2 – Viagem à Itália: Delicioso nhoque com massa à base batatas acompanhado ao molho de 4 queijos feito com gorgonzola, parmesão, provolone e queijo prato, finalizado com uma pitadinha mágica de noz moscada!

Após criar todas as descrições do cardápio em um rascunho, procure revisá-lo e corrigir possíveis erros. Isso porque, mesmo que as comidas e bebidas sejam mais importantes, uma escrita falha prejudica a imagem da sua empresa.

4 – Defina a disposição do conteúdo

A disposição dos itens do cardápio deve ser semelhante a praticada em menus convencionais para facilitar a procura do cliente por determinados itens. Você pode por exemplo, seguir a ordem de consumo dos alimentos:

  • Aperitivos;
  • Entradas e saladas;
  • Pratos principais;
  • Sobremesa;
  • Bebidas.

Classifique seus preparos e categorize como demonstrado acima, ou até mesmo de outra forma criativa.

Você também pode criar uma categoria com itens de destaque, promoções e combos.

Categorizar os pratos irá a tornar a leitura e a decisão do cliente mais fácil.

Sobre o autor

Montenegro Digital administrator

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.